Mania de perfeição

Todo mundo quer um site perfeito. Mas me responda: existe algo perfeito no mundo feito pelo homem? 

Só Deus para criar coisas perfeitas como a harmonia da natureza. A humanidade vem buscando desde seu advento o poder da criação divina das formas e sistemas perfeitos. 

Até agora não alcançou. 

Porém através da busca incansável pela perfeição, o homem vem progredindo cada vez mais rápido, trazendo para alguns um mal: a mania de perfeição.

Essa mania vai desde a constante arrumação da mesa de trabalho até a criação de sites. A busca pela perfeição é considerada normal quando não prejudica determinado projeto, empresa ou pessoa. Eu, por exemplo, sempre gosto de criar um site bonito, limpo, bem recortado. Isso não impede que eu realize trabalhos com falhas que podem ser corrigidas posteriormente, quando identificadas. Todos são passíveis de erros.

A mania de perfeição começa a aparecer quando nada é agradável aos olhos do perfeccionista. Tudo sempre está errado, nada está bom. Isso pode se estender por dias, semanas ou meses. Misturando isso a teimosia e falta de bom-senso ( a famosa viagem na maionese ), a fórmula do fracasso estará completa. 

Ser perfeccionista em demasia não é qualidade. Conheço projetos que atrasaram meses por culpa do perfeccionismo, acarretando muitos prejuízos. Tenho um caso, por exemplo, que aconteceu anos atrás, no início da Internet. Criei mais de 20 exemplos de logotipo até que o próprio cliente criou um logo e disse que era o "ideal". Na produção do site, foram mais de 10 layouts diferentes e pitacos mil até que o layout escolhido foi o que o próprio cliente fez. Passou-se meses até o site ficar pronto. 

Resultado: o site concorrente passou na frente lançando o site meses antes. Confiaram nos profissionais que participaram de sua criação e no final possuíram um produto final bem melhor acabado comparado ao do meu cliente.

Saímos perdendo, eu e ele.

Isso serviu de lição para mim. Não tenho mais receios de questionar o cliente. Afinal ele está me contratando por confiar na minha experiência e nos meus trabalhos. Mas jamais deixei de escutar o cliente pois ele conhece mais o produto que ele vende do que você. 

É importante que o cliente acompanhe a criação do site, contribuindo com sugestões e comentários. Só vira problema quando o cliente encasqueta demais em mínimos detalhes, às vezes imperceptíveis, atrasando o projeto. 

Considero próximo da perfeição quando consigo alinhar minha experiência em criação de sites com a experiência do cliente em determinado produto ou ramo de negócio. Faço como o Lula, sentamos na mesa para conversar, debatemos o problema e encontramos a melhor solução. 

Siga o exemplo. :)

Para o alto e avante!


Fonte: Bruno Ávila (Web Designer)

www.3dwebstudio.com.br