Navegaçăo / Notícias

 Noticias

Notícia de Quarta, 4 de Fevereiro de 2009
Pequenas empresas aproveitam a boa fase do comércio eletrônico para investir em lojas virtuais
Alheio a crise econômica mundial, o comércio eletrônico brasileiro fechou a ano de 2008 com um balanço positivo, apresentando um crescimento de 30%, segundo dados do portal e-bit. Para Pedro Guasti, diretor do portal e responsável pelo relatório, o consumidor passou a escolher a opção mais inteligente para as compras. "A internet é um meio que oferece diversos tipos de informação para os usuários, que acabam se sentindo mais seguros".

Com o crescimento do comércio eletrônico em alta, as micros e pequenas empresas estão buscando se informar sobre o segmento das lojas virtuais. "Existe uma dificuldade, por parte do micro e pequeno empresário, de acompanhar as mudanças tecnológicas, bem como as tendências do comércio eletrônico. Se o negócio já nasceu com foco no virtual, é mais fácil. Porém, no caso de uma pequena empresa do mundo real, que batalha no dia-a-dia para sobreviver, é difícil se atentar às oportunidades".

A citação de Sandra Turchi, superintendente de Marketing da ACSP (Associação Comercial de São Paulo), responsável pelo projeto da entidade de inclusão das MPEs no ambiente virtual, segundo o site InfoMoney, tem como objetivo promover eventos que abordem os aspectos importantes do e-commerce para os micro e pequenos empresários que tenham interesse em entrar no segmento e desconheçam a ferramenta. "Acreditamos ser importante levar conhecimento a eles de forma prática", acrescenta.

O projeto é de iniciativa da ACSP em parceria com a Camara-e.net. De acordo com os dados a Camera-e net estima-se que até 2010 as empresas consideradas de pequeno porte representam 30% das lojas virtuais movimentando cerca de R$15,4 bilhões.

Para Turchi, a iniciativa propõe as empresas uma oportunidade para adaptação as novas tecnologias. Além disso, as pessoas pensam, por desconhecerem, que o investimento para ter uma loja virtual é altíssimo "Existem muitos recursos que barateiam o investimento em uma loja virtual. Por exemplo, há ferramentas que trazem modelos de lojas prontos. Outros trazem sistemas de pagamento e de logística pré-formatados".

Fonte: e-bit
Por admin às 17h18

Voltar

 

2004 - Maio
2005 - Setembro
2006 - Janeiro
2006 - Fevereiro
2006 - Maio
2006 - Julho
2006 - Agosto
2006 - Outubro
2006 - Novembro
2007 - Fevereiro
2007 - Dezembro
2008 - Janeiro
2008 - Agosto
2009 - Janeiro
2009 - Fevereiro
2009 - Maio
2009 - Junho
2009 - Setembro
2010 - Janeiro
 




SEO - Search Engine Optimizers. Técnicas e Estratégias de Otimização de Sites.

© Copyright 2004 / 2014 - 3D Webstudio Internet Solutions ®. Todos os direitos reservados.
A reprodução total ou parcial de qualquer meio ou forma sem expressa autorização da 3D Webstudio é proibida. Leia nossa licença